Assisti: Clube de Compras Dallas.

 

  Preconceito cega, sabe?! E a partir do momento que alguém prefere ir ao México buscar ajuda clandestina do que passar por cima de seus preconceitos e se tratar no hospital normalmente, é preocupante. Este é Ron Woodroof( Matthew McConaughey), um eletricista heterossexual de Dallas que é diagnosticado com AIDS no meio da década de 80 e precisa sofrer as consequências.

  Ron volta do México depois de fazer um tratamento de 3 meses, ainda com o orgulho ferido por ter contraído AIDS, porém, disposto a ajudar outros soro positivo, nem que precise passar por cima da justiça. E é aí que o filme fica beeem interessante e te faz segurar o xixi só pra não dar pause.

  E é bem interessante acompanhar a evolução do protagonista (McConaughey). Vê-lo perder certos pensamentos é, de fato, empolgante. Porque mesmo em 2015, existem pessoas que pensam como ele no início do longa, que acha que homossexual é aberração etc. Mas este homem fez de tudo para ajudar desconhecidos com a mesma doença, e talvez nem soubesse o porquê, mas o fez. E acompanhar tudo isso nos dá esperança de mudança, algum dia...

  Este é, de longe, um dos melhores filmes que assisti esse ano. Me fez refletir sobre tantas coisas que eu já tô querendo assistir novamente. Porque Clube de Compras Dallas é sobre um homem comum que dá esperança às pessoas diagnosticadas como HIV positivo numa época em que não tinham ajuda de mais ninguém, além delas mesmas.

Pra quem quiser acompanhar o que ando assistindo, é só adicionar no Filmow (clique aqui).

Share this:

CONVERSATION

2 deixaram opinião:

  1. Nossa, esse filme tá na minha lista a tanto tempo, mas eu fico esperando estar no clima pra assistir e nunca estou T.T
    PRECISO VEEEEER!
    Faltou Açúcar

    ResponderExcluir
  2. Eu assisti esse filme dias atrás e também gostei bastante, é legal ver como era essa questão da doença antigamente. E sem contar na atuação dos atores, muito bom!



    heyimwiththeband.blogspot.com

    ResponderExcluir